ISPOR BR: O custo de tratamentos oncológicos negados no sistema privado brasileiro

ISPOR BR: O custo de tratamentos oncológicos negados no sistema privado brasileiro

Avaliar o perfil de tratamentos para pacientes com câncer não autorizados e o uso do bevacizumab no sistema privado de saúde no Brasil. Estes são temas de dois dos pôsteres que serão apresentados na International Society For Pharmacoeconomics and Outcomes Research (ISPOR) Latam. A edição desse ano será realizada na cidade de São Paulo (BR), nos dias 15 a 17 de setembro. A reunião anual da ISPOR é um dos mais importantes canais de divulgação científica sobre farmacoeconomia e pesquisa de resultados.

O pôster Unrecommended oncologic treatments: how much do they cost and how can we prevent resource waste? é de autoria do departamento de Medical Intelligence da Evidências – Kantar Health e avaliou o perfil de tratamentos oncológicos que tiveram a aprovação negada pelas operadoras de saúde e o  impacto econômico que teriam tido para a sistema de saúde privada no Brasil.

Pacientes que sofrem de câncer no Brasil e que realizam o tratamento no sistema privado de saúde têm seus pedidos de medicamentos antineoplásicos avaliados pelas operadoras de saúde antes de aprovar ou negar sua cobertura. O uso de antineoplásicos representa uma grande parte dos orçamentos dos sistemas de saúde público e privado no país.  

Já o pôster Bevacizumab for breast cancer: scientific evidence versus real world data (RWD) in Brazil avaliou através de dados do mundo real  a prescrição e o custo do medicamento bevacizumab para pacientes com câncer de mama avançado no sistema de saúde privada no Brasil.

Ambos os estudos foram realizados com base no sistema Auditron, o banco de dados de requisições médicas da Evidências – Kantar Health, que abrange 3 milhões de vidas e 54 operadoras de saúde no Brasil, representando aproximadamente 7% do Mercado privado de saúde.  

O conteúdo completo destes pôsteres estará disponível on-line após o congresso. Por favor, consulte nosso site em breve.

ISPOR no Brasil

Será a terceira vez que a conferência da ISPOR é realizada no Brasil, o que é determinante para chamar a atenção sobre o cenário do sistema de saúde do país e sua contribuição para a pesquisa científica no mundo. “A importância de ter a ISPOR em solo nacional é que traz a oportunidade de fazer uma discussão local sobre os processos de incorporação de novas tecnologias, tanto no Brasil quanto na América Latina”, declara Otávio Clark, CEO da Evidências – Kantar Health.

A Evidências - A Kantar Health tem uma participação ativa nas edições ISPOR. Dos 21 resumos submetidos ao ISPOR Latam, todos foram aceitos! Dezesseis tornaram-se pôsteres e dois como apresentações orais. Além disso, a empresa também abrirá um painel sobre estudos do mundo real e políticas de saúde pública em mercados emergentes: necessidades e desafios.

A ISPOR

A ISPOR é uma organização pública sem fins lucrativos para propósitos educacionais e científicos. Ela objetiva promover a ciência da farmacoeconomia e a pesquisa de resultados e facilitar a tradução destas investigações em informações úteis para os tomadores de decisão na área de cuidados à saúde. A ISPOR tem mais de 9.500 membros em 114 países, além de 62 capítulos regionais com mais de 4.800 membros. A sociedade promove três encontros anualmente, realizados na América do Norte, na Europa e na América Latina ou Ásia.

Clique no link abaixo e confira a programação completa dos estudos que serão apresentados na ISPOR Latam. 

Filtrar
Newsletter

Assine nossa Newsletter para receber notícias e informações da Evidências.

Veja também