Evidências – Kantar Health mapeia a opinião de revistas científicas sobre Rio 2016

Evidências – Kantar Health mapeia a opinião de revistas científicas sobre Rio 2016

Meio milhão de turistas e mais de dez mil atletas são esperados no Rio de Janeiro para os Jogos Olímpicos 2016. Esta é a primeira vez que o evento será realizado na América do Sul e em meio a preocupações com saúde, dúvidas sobre infraestrutura, agitação política e crise econômica, o Rio 2016 promete ser um cenário único para as Olimpíadas. Mas não é só a imprensa que tem muito o que falar sobre os jogos: as revistas científicas também estão aproveitando esta oportunidade para discutir vários aspectos da ciência, da saúde e do esporte.

Cerca de uma semana antes da abertura oficial dos Jogos Olímpicos, a Evidências - Kantar Health realizou uma busca rápida na literatura para mapear o que as revistas médicas estão dizendo sobre o evento e encontrou 50 artigos abordando algum aspecto da competição. Os artigos abordaram temas como os sinais de progresso no relatório de atividade física e monitoramento por vários países desde os Jogos Olímpicos de Londres; a possibilidade de que agendar competições noturnas possa comprometer a performance dos atletas; e como variações genéticas podem influenciar o resultado de corredores de elite de sprint. Os níveis de poluição do ar em favelas do Rio de Janeiro e seu impacto na saúde e no desempenho dos atletas, assim como a má qualidade dos recursos de atividade física nessas áreas e a falta de tratamento de esgoto contaminando as águas da Baía de Guanabara também foram examinados pelos estudos.

No entanto, quase metade dos artigos focaram na epidemia de zika e de outras arboviroses, suas prováveis consequências e como atletas, visitantes e a população em geral devem se proteger. Os dados mais recentes do Ministério da Saúde apontam que, de fevereiro a abril deste ano, foram notificados 91,3 mil casos prováveis de zika no Brasil, 802 mil de dengue e 39 mil de chikungunya. O problema, no entanto, não é restrito ao país: de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a transmissão de zika e chikungunya foi documentada em mais de 60 da África, Ásia, Américas e Europa. Já a dengue é considerada endêmica em mais de 100 países.

Zika

Dados detalhados sobre a incidência de zika em cada Estado e região podem ser encontrados para 2016, no entanto, ainda não há números oficiais sobre o impacto da doença em 2015, uma vez que o relatório obrigatório somente foi emitido em fevereiro passado. O último boletim epidemiológico emitido pelo órgão governamental afirma que, entre 03 de janeiro e 11 de junho, havia 165,932 casos prováveis de febre zika no Brasil, dos quais 66.180 foram confirmados por testes.

Apesar dos números alarmantes, a maioria dos autores não apoiou o adiamento dos Jogos Olímpicos, especialmente porque atrasar o evento iria colocá-lo no meio do verão, a estação mais quente e úmida, quando a população do mosquito aumenta em todo o país. Um dos estudos analisados pela pesquisa da Evidências – Kantar Health realizou uma extensa revisão de dados sobre manifestações de massa em todo o mundo e apontou que vírus está presente em mais de 60 países e o risco de infecção é real, com ou sem os Jogos Olímpicos, mas que quaisquer riscos potenciais causados por manifestações de massa podem ser diminuídos quando são previamente reconhecidos e planejados.

Leia o artigo completo no link abaixo:

 

Filtrar
Newsletter

Assine nossa Newsletter para receber notícias e informações da Evidências.

Veja também